Na sexta-feira passada, Sina Weibo, uma versão chinesa similar ao Twitter, proibiu todo conteúdo contendo homossexualidade de sua plataforma. Mas… depois de um fim de semana cheio de protestos online, o Weibo reconsiderou sua decisão, esclarecendo que não está mais restringindo conteúdo gay.

O Weibo escreveu em um post na segunda-feira: “Desta vez, a limpeza de animes e jogos não tem como alvo o conteúdo gay. Destina-se principalmente a limpar conteúdo relacionado à pornografia e a violência.

O anúncio original do Weibo na sexta-feira disse que a plataforma estava lançando uma campanha de limpeza para os próximos três meses e removeria todas as fotos pornográficas, violentas ou homossexuais, vídeos, postagens de texto e desenhos animados. O Weibo disse que a medida veio porque precisava cumprir a regra de cibersegurança de 2017 da China para uma vigilância de dados mais rigorosa. A empresa disse que já removeu mais de 50 mil conteúdos até sexta-feira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here