AI: Inteligência artificial mostra bons resultados em estudar galáxias

0
533
AI Inteligência artificial, mapeia galáxias distantes
AI Inteligência artificial, mapeia galáxias distantes

AI (Inteligência Artificial) é usada por cientistas para categorizar galáxias e tem se saído muito bem nisso, segundo o Gizmodo. Uma equipe internacional de pesquisadores ressalta que há uma quantidade enorme de imagens espaciais, tanto do universo próximo quanto do distante. Mas mais pesquisas estão chegando, o que terá muito mais dados – mais do que os humanos podem filtrar. Pode ser difícil sintetizar esses dados e conectar os pontos entre galáxias novas e antigas. É aí que entram as redes neurais.

Os pesquisadores começaram com uma poderosa simulação para criar 35 galáxias-modelo, depois usaram mais softwares para criar cerca de 10.000 imagens, tanto claras quanto confusas. Eles treinaram uma rede neural nas imagens para identificar suas semelhanças. Os pesquisadores então alimentaram os dados reais da rede treinada – imagens de galáxias distantes da pesquisa da CANDELS. Agrupou com sucesso as galáxias em três categorias baseadas em sua forma. Essas categorias correspondem a três fases na evolução galáctica, que eles chamam de fase de pepita pré-azul, fase de pepita azul e fase de pepita pós-azul.

Uma rede neural seria obviamente muito útil para pesquisas em grande escala. O Wide Field Infrared Survey Telescope, que seria lançado nos anos 2020, poderia capturar milhões de galáxias na resolução do Hubble em imagens individuais. O Telescópio de Levantamento Sinóptico Grande irá visualizar uma enorme porção do céu do Sul todas as noites da Terra, e poderá gravar 15 terabytes de dados por dia. Uma rede neural poderia identificar rapidamente as coisas que se destacam que possam ser de maior interesse para os astrônomos, ou apontar coisas que um olho humano pode perder.

Em última análise, não deveria ser trabalho da AI substituir cientistas, mas ajudá-los a gerenciar a incrível quantidade de dados registrados pelos mais novos observatórios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça um comentário!
Digite seu nome aqui